Nutrição feminina: 7 dicas para iniciar uma reeducação alimentar

Nutrição feminina: 7 dicas para iniciar uma reeducação alimentar

Você já ouviu falar em nutrição feminina? É um conjunto de pesquisas, testes e indicações que procuram melhorar a saúde da mulher em diferentes fases da vida. Mesmo que o DNA de homens e mulheres tenha cerca de 95% de compatibilidade, as taxas metabólicas do corpo, os sistemas reprodutivos e as estruturas corporais mostram que cada um precisa de uma ingestão adequada de nutrientes — o que não é igual.


Uma dieta saudável e balanceada, rica em vitaminas e minerais, é importante para mulheres e homens, mas, ao longo do texto de hoje, vamos aprender mais sobre a nutrição feminina e encontrar um caminho prazeroso para a reeducação alimentar, combinado? 

As diferentes fase da vida

As necessidades nutricionais mudam enquanto o nosso corpo está mudando. As mulheres, ainda, passam por mais transformações que os homens e, por isso, a nutrição feminina existe para que a alimentação seja feita de forma correta ao longo de toda a vida. 


Entre a infância e a adolescência, o corpo das meninas precisa de cálcio para fortalecer os ossos, o que evita uma osteoporose futura. Precisa também de vitamina D, que evita inflamações e deixa o sistema imunológico mais forte. Também vale lembrar que depois da menarca, a primeira menstruação, as mulheres passam a perder ferro todos os meses, então vale investir no consumo de alimentos que sejam ricos nesse mineral. 


Já aos 20 anos, a vida começa a ficar mais agitada. É trabalho, faculdade, encontros com os amigos — estando sempre na correria é fácil esquecer de se alimentar corretamente. 

É fundamental que, nessa etapa de crescimento, as jovens bebam muita água e desenvolvam o hábito de carregar sempre um lanchinho prático e nutritivo. Iogurtes naturais e pães integrais com pasta de amendoim são ótimas opções! 


Na casa dos 30, o metabolismo do corpo feminino começa a ficar mais lento. Também é comum que as mulheres percam massa muscular, o que gera a necessidade de aumentar o consumo de proteínas e exercícios físicos.


Aos 40 anos, outro cuidado se torna importante: a saúde do coração. O colesterol e a pressão arterial sobem enquanto as mulheres chegam perto da menopausa. Boas escolhas e alimentos saudáveis, portanto, devem fazer parte da nutrição feminina. A gordura trans de alimentos processados, por exemplo, precisa ser eliminada, assim como o álcool em excesso. 


Está na faixa dos 50? Agora você precisa ingerir ainda mais fibras! Manter o peso sob controle também é importante nessa idade, porque o risco de doenças cardíacas pode aumentar. Vale ainda consultar um nutricionista para que seja avaliada a necessidade de suplementação de vitaminas. 


Passando dos 60, as mulheres costumam ter mais tempo para curtir a vida. É interessante, então, encontrar atividades que te façam bem, como uma aula de ginástica para a melhor idade ou meditação ao ar livre. Quanto à nutrição feminina, é legal variar os alimentos e manter uma rotina com produtos mais saudáveis, mesmo que você perca um pouco do apetite com os anos.

Nutrição feminina e a reeducação alimentar

 A reeducação alimentar é um caminho para emagrecer. Mas seu principal benefício, assim como a nutrição feminina, é fazer com que as mulheres aprendam a se cuidar e a se alimentar melhor, vivendo com muito mais qualidade de vida. Ao optar por frutas, vegetais e alimentos integrais, por exemplo, é possível sentir mais energia e disposição. 


Nós recomendamos que você converse com um especialista para mergulhar em sua reeducação alimentar, mas alguns hábitos bem simples já podem ser colocados em prática desde agora! Confira as dicas que preparamos para todas viverem com mais saúde! 

1. Beba mais água

Beber de 2 a 3 litros de água por dia é fundamental para que o nosso corpo funcione bem. Ainda, a água pode saciar o organismo e fazer com que a gente sinta menos vontade de comer o tempo todo. Tem dificuldade para beber a quantidade ideal? Experimente saborizar a água com rodelas de limão ou pedacinhos de gengibre. 

2. Alimente-se com tranquilidade

É bem importante comer com calma, e esse é um passo inicial na reeducação alimentar. Mastigue bem os alimentos, isso ajuda o nosso corpo a identificar quando já está satisfeito. E também elimine as distrações durante as refeições, como celular e televisão, que desviam a nossa atenção e fazem com que a gente coma mais do que precisa. 

3. Aumente as porções de frutas

Outra dica simples para se reeducar é comer, todos os dias, três frutas diferentes. As frutas frescas ajudam com a saciedade e a hidratação, e quando combinadas em sobremesas gostosas também reduzem aquela vontade de comer doces que aparece bem no meio da tarde, sabe? Ah, e as frutas também são ricas em fibras, que ajudam no bom funcionamento do nosso corpo. 

4. Coma em intervalos regulares

Comer a cada 4 horas, mais ou menos, ajuda a controlar a fome que sentimos ao longo do dia. Você pode, então, tomar um café da manhã, fazer um lanchinho, almoçar, comer um lanche da tarde, jantar e ainda ter uma ceia. Tudo isso evita que você fique com muita vontade de comer e acabe ingerindo mais alimentos do que queria, e tudo de vez só. 

5. Capriche nas refeições

Falando em almoço e jantar, é superimportante incluir vegetais frescos nessas refeições. A maioria deles, como alface, abóbora e cenoura, podem ser consumidos diariamente, o que te ajuda a ingerir mais fibras e controlar a vontade de beliscar outros tipos de alimentos sem necessidade.

6.Evite os processados

Os produtos processados, como sorvetes, biscoitos recheados e refrigerantes, carregam um alto nível de açúcar e gordura, o que atrapalha a reeducação alimentar e a nutrição feminina. Isso sem falar dos aditivos químicos que, em muitos casos, alteram a produção de hormônios da saciedade e nos fazem querer comer sempre mais. 

A melhor saída é escolher produtos sem açúcar, sem lactose e com composição vegana, como as nossas pastinhas gourmet de amendoim e castanha. Escolha um combo e venha ser feliz!

7. Planeje suas refeições e faça compras mais inteligentes

Por fim, nossa última dica, é que você planeje o que vai comer em cada semana. Fazer uma listinha com os produtos que precisa comprar é a melhor forma de controlar o que está comendo e, ainda, evitar desperdícios. Isso também ajuda no preparo de pratos mais simples e saudáveis, uma vez que sua geladeira e armários sempre vão ter alimentos frescos, variados e gostosos. 


A nutrição feminina e a reeducação alimentar estão aqui para te ajudar a viver com mais saúde desde agora. Não importa a sua idade ou tipo físico, comer bem é uma forma de cuidar de si mesma e se amar ainda mais. E então, preparada para começar a se reeducar? Confira mais dicas nas nossas redes sociais! 

Amoenozes
Item adicionado ao carrinho!
Ver carrinho